Agora no estado de São Paulo

 Voltar  Página Inicial Reflexões
Projetos Ferramentas Como é feito... Outros Sites
Como Comprar Informática Comentários Quem Sou...
Catálogo de Miniaturas Avaliação do Cliente Perguntas Frequentes Contato

Fazendo miniatura de caminhão para trazer uma carga de boas recordações!

           English  

Contato Como comprar

Ivan Gouveia[1]

Mercedes-Benz Miniatura - Projeto "C"

Apresentar as miniaturas e ao mesmo tempo contar um pouco da saga da marca Mercedes-Benz no Brasil é um dos principais objetivos deste projeto.

 Tudo foi reformulado. A escala é 1:25. 


  MINI LINHA DE MONTAGEM 

  Mercedes-Benz 

Mercedes-Benz 1513 (Projeto Antigo)

Mercedes-Benz Axor 2640

 

Mercedes-Benz L312

Cabine com teto baixo

Cabine com teto alto e grade frontal com tela

Cabine com teto alto e grade frontal com frisos

Cabine com teto alto e frente "cara-preta"

 

 
   
 

Projeto 

   

Apresentar as miniaturas e ao mesmo tempo contar um pouco da saga da marca Mercedes no Brasil é um dos principais objetivos deste projeto. Muitos dos principais modelos dos anos 50 aos anos 80 em suas várias configurações deverão ser apresentados aqui ao longo do tempo. Todos feitos de chapa estampada e na escala adotada como padrão pelo Oficina Aberta, que é a de 1:25. 

Planejar até nem é difícil, mas conseguir tempo para a execução de um projeto como este já é outra coisa. Assim sendo, o Oficina Aberta, humildemente, pretende representar alguns dos modelos comumente vistos nas estradas por todo o mundo nos últimos 70 anos, o que ressalta o entusiasmo pelos  modelos mais clássicos.

Como sempre, a escassez de documentação de alguns modelos, tornam o projeto tanto mais lento quanto trabalhoso. A Internet é a bênção dos últimos tempos para esse tipo de empecilho. Todavia, os fragmentos de dados e a má qualidade de muitas das fotos encontradas dificultam compor a informação necessária a cada modelo incluso no projeto. Os dois primeiros estudos, aqui feitos, para a execução de modelos de Mercedes-Benz ocorreram a mais de seis anos. Sendo que o primeiro visava a confecção de modelos como L1313 e L1513 e o segundo foi para construir miniaturas de um modelo bem recente, o Axor.  O projeto atual é mais complexo e leva o nome de Projeto "C" de Miniaturas do Mercedes-Benz. Foram feitos moldes em aço para assegurar que as peças saiam iguais e para que várias unidades sejam produzidas.

 MB L1513: Primeiro Projeto

MB Axor: Segundo Projeto

 

O primeiro modelo escolhido no Projeto "C" foi o Mercedes-Benz L312, mas não sem propósito, pois ele foi o primeiro montado no Brasil. Um digno representante dos Mercedes-Torpedo.

 

 

Mercedes-Benz L312 Torpedo

Carroceria torpedo

Estilo de carroceria de automóvel usada no começo do século 20. A linha do capô era levantada  ao nível da cintura do automóvel formando uma linha reta da frete até a traseira.  As cabines de caminhão com esse aspecto também foram denominadas torpedo.

 

 

Moldes

Os moldes são feitos de aço para assegurar que as peças saiam iguais e para que várias unidades sejam produzidas. Mas eles são feitos somente  depois de muito trabalho na preparação dos protótipos.

Os protótipos são feitos de massa plástica automotiva em vez de argila. Um dos principais motivos é o tempo de cura do primeiro material em relação ao tempo de secagem do segundo. Além disso as técnicas empregadas aqui diferem um pouco do modo como eram feitos os protótipos dos veículos reais.

Para chegar a um resultado satisfatório com relação aos moldes, é preciso trabalhar muito.  No entanto, é melhor passar um mês inteiro fazendo os moldes do que fazer o trabalho só no martelo. Depois,  a possibilidade de fazer outro do mesmo modelo, sem muita preocupação com medidas ou formas é o que justifica o esforço. Consegue-se melhor qualidade, sem mencionar que o tempo para fazer o modelo é significantemente reduzido.

Qualidade aqui é algo que deve ser explicado: os modelos são artesanais, que devem ser bons o bastante dentro de seu escopo e não deveriam ser comparados àqueles vindos de uma linha de montagem industrial.

 

 

Modelos de cabine padrão

Nesse projeto serão apresentadas quase todas as variantes de cabine modelo padrão dos anos 60 aos anos 80 como se pode ver nos desenhos abaixo:

 

 

Cabine Baixa Cabine Baixa - Capô longo
   
Cabine Baixa Estendida Cabine Baixa Estendida - Capô longo
   
Cabine Alta Cabine Alta - Capô longo
   
Cabine Alta Estendida Cabine Alta Estendida - Capô longo
   
 

 

Os primeiros resultados

 

A foto, à esquerda, mostra a ordem em que esses modelos foram produzidos pela Mercedes-Benz, do mais antigo para o mais recente. O L312 Torpedo, que foi o primeiro deles no Brasil, abre o caminho e os demais acompanham nessa ordem: MB com cabine de teto baixo (segundo), MB com cabine de teto alto e grade dianteira com tela (terceiro), MB com cabine de teto alto e grade dianteira com com frisos (quarto) e, por último o MB com cabine de teto alto e "cara-preta" (quinto).

   

   

 

 

 

 

 

 


 

Considerações gerais do projeto

Como esse é um projeto artesanal, que implica o manuseio e o detalhamento de cada peça em separado, algumas preocupações foram constantes:

1 - Atingir um determinado padrão de qualidade;

2 - Obter peças bem resistentes;

3 - O material tinha de ser metal em pelo menos 80% das peças;

4 - As peças tinham de ser padronizadas e intercambiáveis;

5 - Reduzir o tempo de produção de cada peça sem alterar a qualidade.

 

 

Mais informação pode ser adicionada a este artigo a qualquer momento.

 

 
 

 

Ivan Gouveia

Pós-graduado em Redes de Computadores pela FACIMED - Faculdade de Ciências Biomédicas de Cacoal. Graduado em Tecnologia da Informação pela UNESC - União das Escolas Superiores de Cacoal. Tem CCNA (Cisco) como curso complementar de Redes de Computadores. Profissional da área de Eletrônica e de Programação de Computadores. Programador nas linguagens Delphi e Visual Basic.